Quais as causas e como evitar as estrias

As estrias são listras que aparecem devido à falta de elasticidade necessária da pele. Apesar de não trazerem, diretamente, algum dano à saúde, elas podem ser incômodas para a aparência e autoestima.

Por isso, saber as suas causas, e principalmente, como evitar as estrias, pode evitar esse desconforto em relação às marcas.

Causas das estrias

As estrias surgem por um alongamento demasiado da pele porque, apesar de a pele possuir elasticidade, ela não consegue esticar rapidamente e em grande quantidade, por isso, algumas situações podem causar estrias, como por exemplo:

Gravidez

A gravidez é uma das grandes causas de estrias entre as mulheres, causadas pelo crescimento da barriga. As estrias tendem a manter-se nessa região mesmo depois do nascimento do bebê.

Estirão na puberdade

Muitos adolescentes têm o chamado estirão. Esse fenômeno nada mais é do que o rápido ganho de altura.

Devido ao rápido crescimento do corpo, a pele muitas vezes não consegue acompanhar e se alongar na mesma velocidade, causando estrias, principalmente nas costas.

Rápido ganho de peso

Outro motivo bastante comum para o surgimento de estrias é o ganho de peso. Como as medidas aumentam, a pele acaba esticando demais e trazendo consigo as marquinhas.

Como evitar as estrias

No entanto, existem alguns meios de evitar as estrias para que elas não apareçam. Com essas atitudes simples do dia a dia ainda é possível combater as estrias que já apareceram, porém, pode ser que demorem mais para mostrar resultados, quando comparado com outros métodos dermatológicos.

Beber água

A desidratação é uma das causas das estrias, já que a pele também fica ressecada.

Desse modo, manter-se sempre bem hidratado é uma boa maneira fugir das “listrinhas”, e ainda, combate-las mesmo depois que elas já apareceram.

Ter uma boa alimentação

Nutrientes ricos em fibras e vitaminas também são muito importantes no combate as estrias. A vitamina C, em específico, auxilia na saúde da pele, deixando-a mais hidratada e preparada para situações em que as estrias surgem.

Manter a pele hidratada

Como já vemos, as estrias são causadas, também, pela desidratação da pele. Por isso, manter a pele bem hidratada com cremes e loções para o corpo ajuda a reduzir as marcas, um muito bom é o Skin Renov que além de hidratar consegue diminuir muito as estrias..

Agora que você já conhece as causas, e principalmente como evitar as estrias, já pode começar a tomar as atitudes necessárias para prevenir o surgimento das marcas tão indesejadas.

Você já sabia quais eram as causas das estrias? E o que achou das dicas sobre como evitá-las? Deixe sua opinião nos comentários! Se você souber alguma outra dica, não esqueça de também compartilhá-las.

Como acabar com a celulite de vez

A tão falada celulite é conhecida como uma alteração do tecido subcutâneo, mas muitos não sabem que em alguns casos, sua natureza é infecciosa. Lipodistrofia ginóide é o termo técnico correto do problema, que significa infecção bacteriana do subcutâneo.

A celulite é consequência do acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, que ficam cheias e endurecidas, provocando assim ondulações. Externamente, as ondulações provocam os tão temidos e odiados ‘furinhos’, e o aspecto na pele é popularmente conhecido como ‘casca de laranja’.

Causas da celulite

Existem vários fatores para o desenvolvimento da celulite, mas o excesso de peso é determinante, mas em alguns casos, mulheres com peso normal e até abaixo do peso apresentam alterações consequentes do desequilíbrio entre quantidade de gordura corporal e massa muscular. Tabagismo, alteração hormonal, desidratação, estresse, poluição e sedentarismo também contribuem para o agravamento do problema.

A celulite é mais comum entre as mulheres do que entre os homens, pois geralmente a gordura acumula mais nas coxas, nádegas e quadris. Além disso, a estrutura das fibras do tecido conjuntivo da mulher é diferente da do homem.

Tratamento da celulite

Apesar de ser considerada normal e comum, e de não ser uma condição médica muito grave (sem necessidade de tratamento urgente), para muitas pessoas indica um estilo de vida desregrado, e pode até mesmo afetar negativamente a autoestima.

A ida ao dermatologista (ou cirurgião plástico) é primordial, pois o profissional irá diagnosticar/classificar se a celulite está no grau leve, moderado ou grave. O “Cellulite severity scale” é um método desenvolvido por 3 dermatologistas brasileiras, e que avalia a celulite de forma objetiva, e é reconhecido internacionalmente. A classificação avalia quantidade, profundidade, aspecto e flacidez.

Alguns tratamentos indicados:

  • Uso de creme anticelulite;
  • Drenagem linfática;
  • Massagem modeladora;
  • Endermologia;
  • Mesoterapia;
  • Radiofrequência;
  • Carboxiterapia;
  • Ultrassom com lipolíticos;
  • Gesso liporredutor;
  • Criolipólise;
  • Subcisão;
  • Lipocavitação e;
  • Corrente russa.

Um tipo de tratamento natural que está fazendo o maior sucesso é o Anticelulite Cell Blocker, você pode tomar ele, pois ajuda a eliminar quase toda celulite.

Exercícios físicos

É importante mudar os hábitos, cuidar da alimentação e praticar exercícios físicos, pois potencializam os resultados, tanto na rapidez como na eficácia. A celulite também prejudica os vasos sanguíneos, causando problemas circulatórios. Para diminuir e evitar que novos furinhos apareçam, atividade física é primordial. Confira como diminuir a celulite em 7 dias através de exercícios:

Dicas de alimentação

  • Diminuir a ingestão de sal;
  • Beber 2 litros de água por dia;
  • Não consumir gorduras e carboidratos simples (açúcares e doces) e;
  • Evitar alimentos fritos, enlatados, processados ou refinados.

É preciso conhecer as causas, o que pode ser feito para prevenir, procurar ajuda profissional, abandonar hábitos nocivos, e adeus celulite!

4 Dicas para combater a queda de cabelo masculina

Nos dias atuais uma das principais preocupações do público masculino em geral é, com certeza, sobre a calvície que está afetando cada vez mais pessoas levando a problemas na estética como também na imagem deles enquanto ser humano.

De forma geral, existe uma queda normal de cabelo nos homens que consiste na perda diária de aproximadamente 50 a 100 fios os quais são repostos por novos componentes capilares, mas quando esta reposição não acontece e surgem espaços vazios na cabeça é preciso começar a se preocupar com a calvície masculina.

Pela importância cada vez maior deste assunto, vamos abordar a seguir neste artigo algumas dicas para diminuir a queda de cabelo nos homens conseguindo controlar a sua ocorrência reduzindo, assim, seus efeitos negativos na vida em geral destas pessoas.

Principais dicas para diminuir a queda de cabelo nos homens

A calvície nos homens está relacionada com uma série de possíveis fatores que causam o seu início e por isso é importante conhecer algumas dicas para a diminuição relacionada com a queda de cabelo como as que serão mostradas em seguida.

  1. Reduza o estresse: a vida moderna em seu cotidiano conta com uma carga grande de estresse ocasionado por situações como trabalho, trânsito intenso, problemas financeiros e familiares, dentre outros.

Todo este estresse acumulado acaba tendo impacto negativo levando a uma queda maior de cabelo nos homens que precisam buscar alternativas para diminuir o nervosismo por meio de atividades de lazer e relaxamento que devem ser inseridas na rotina de vida.

  1. Dieta adequada: em um primeiro momento esta pode ser uma dica estranha, mas os homens que tem uma alimentação balanceada tem cabelos mais fortes e que irão cair com uma intensidade muito menor.

Para que seus cabelos estejam bem nutridos é importante consumir verduras e legumes, frutas, carnes magras e a ingestão de pelo menos 2 litros de água por dia. Neste caso é preciso dar preferência para alimentos com muita proteína como frango, peixes e laticínios.

  1. Higiene do couro cabeludo: outro ponto de extrema importância para quem deseja reduzir a ocorrência de queda capilar se refere à realização de uma adequada higiene do couro cabeludo.

A forma adequada para limpar seu couro cabeludo consiste em realizar a lavagem completa da cabeça pelo menos 3 vezes por semana já que uma grande quantidade de lavagens pode levar ao entupimento dos poros capilares na região.

  1. Uso de produtos adequados: além de lavar os cabelos com a forma e periodicidade adequadas é preciso ainda utilizar produtos específicos e que sejam adequados para quem deseja reduzir a queda dos fios.

Neste sentido, caso os seus cabelos tenham problemas como excesso de oleosidade, seborreia ou ainda caspa é importante utilizar shampoo, condicionador e outros produtos para o tratamento destas condições que podem levar a um aumento na calvície experimentada. O uso de alguns suplementos naturais como Hairloss Blocker ajudam bastante também.

Conclusão

Portanto, com o uso destas dicas para diminuir a queda de cabelo nos homens você que sofre com calvície masculina vai conseguir contornar esta situação ficando não apenas mais adequado esteticamente como também vai ficar satisfeito do ponto de vista emocional.

Além de evitar a queda, existem algumas dicas bem bacanas para fazer os cabelos crescerem mais rápido também: